Muitos estudos em 2012

Olá pessoal,
   O ano de 2012 começou e vale a pena uma reflexão sobre o mundo Java, afinal, o que se pode esperar nesse ano envolvendo esta plataforma ? Pois bem, com a JVM sendo um padrão em grandes empresas no mundo todo, há de se esperar muita novidade para atender as diversas tendencias de mercado. Um fator interessantissimo que se pôde observar no ano de 2011, foi a popularização de linguagens de programação como Scala e JRuby, e até mesmo Clojure que são construídos em cima da VM,  estas oferecem recursos de programação novos e únicos e que são adequados para diferentes tipos de sistemas. 
   Um exemplo claro dessa corrente é implicitamente observado na rapidez em alguns serviços do  Twitter que são escritos em Scala ou ainda no uso de JRuby feito pelo LinkedIn e, não esquecendo ainda que o famoso site de viagens kayak tem serviços de backend escrito em Clojure. Em 2012, esta próxima geração de linguagens trarão soluções para uma gama enorme de sistemas, tudo sem a necessidade de batalha com outras soluções corporativas sobre como as aplicações escritas nelas serão implantadas. Então,  bons estudos para este Ano Novo !

   http://www.scala-lang.org/
 
   http://jruby.org/

   http://clojure.org/

Abrcs.
Natanael Fonseca

JavaOne 2011 e os próximos grandes passos para Java EE, SE e ME

A próxima versão Java EE vai suportar computação em nuvem, com multi-tenancy e maior capacidade de caching e elasticidade. Adam Messinger, Hasan Rizvi e Cameron Purdy, da Oracle, apresentaram os planos para as edições Micro (ME), Standard (SE) e Enterprise (EE) da plataforma Java na conferência JavaOne 2011, realizada nesta semana.

Cameron Purdy falou sobre as novas funcionalidades planejadas para a plataforma Java EE, que incluem o suporte a cloud computing. Segundo Purdy, hoje todas as aplicações de cloud são proprietárias e não existe padrão, e precisamos de um padrão de plataforma como serviço (PaaS) baseado em soluções para nuvem. O multi-tenancy (o suporte a múltiplos clientes com isolamento de tráfego, aplicações e configurações) será implementado na própria máquina virtual Java, de modo a permitir monitoramento, medição e controle dos diferentes clientes, utilizando a JVM para otimização no uso de recursos.

Assim como o Contexts and Dependency Injection (CDI) gerencia as dependências entre os componentes em aplicações em uma VM, o Java EE 7 fará o mesmo para aplicações corporativas. As anotações do JPA terão capacidade de mapear objetos Java nas tabelas de banco de dados utilizando controle dos usuários. Também está sendo desenvolvido um trabalho para que o caching em Java se torne um padrão e também seja implementado na versão Java EE 7.

Com relação ao Java SE, a Oracle anunciou o lançamento de um preview do JDK 7 para Mac OS X, com versão final a ser lançada em 2012. Além disso, o Java SE 8 vai suportar modularidade e o gerenciamento do ambiente de execução utilizando funcionalidades dinâmicas de compilação.

Haverá ainda melhorias para JavaScript na JVM, o que inclui o Nashorn, a próxima geração de engine JavaScript otimizada para a JVM; e a interoperabilidade nativa Java/JavaScript para comunicação entre objetos Java e JavaScript.

A Oracle também anunciou sua intenção de submeter a plataforma JavaFX como um projeto open source dentro do OpenJDK. A Oracle pretende inicialmente contribuir com os controles JavaFX UI e suas bibliotecas; outros componentes JavaFX serão liberados em fases subsequentes. E a próxima geração do cliente Java, o Java FX 3.0, está planejado para lançamento em 2013 e incluído no JDK 8.

Os planos para o Java ME incluem a sincronização entre os releases do CDLC e do JDK, além da convergência do CDC com a API Java SE Embedded. O suporte para recursos mais recentes em dispositivos, como multitouch, também será disponibilizado. Outras mudanças incluem a liberação do OJWC 1.1, com importantes atualizações para a base de código do CDC, e a integração com serviços mobile.

Fonte: InfoQ Brasil